Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é fundamental.

Pela suspensão imediata da "ciclovização" desenfreada e sem critério da cidade de Lisboa

Para: Câmara Municipal de Lisboa

O Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, tem protagonizado uma política de "ciclovização" desenfreada e insensata da cidade de Lisboa, "semeando" ciclovias por toda a cidade com pouco critério e eliminando faixas de rodagem, assim obstruindo o trânsito de ambulâncias, táxis, autocarros e outros veículos essenciais, e claro, dos veículos automóveis privados, meio de transporte de muitos dos utentes da via pública (para ilustração do que tem vindo a suceder veja-se o exemplo da movimentada Av. Almirante Reis: um vídeo publicado no Youtube no dia 22 de Junho mostra uma ambulância, em serviço de urgência, a ser obrigada a circular numa ciclovia, pelo facto de existir uma única faixa de rodagem reservada a veículos automóveis).

Por outro lado, a aposta obstinada e quase exclusiva nas ciclovias tem levado o executivo municipal a negligenciar quase por completo a realização de obras de repavimentação de muitas vias públicas, mesmo de alguns eixos fundamentais de circulação de veículos automóveis, como é o caso da Praça de Londres, da Av. de Roma, da Av. do México , da Av. António José de Almeida , ou ainda o caso escandaloso das Ruas do Telhal e das Pretas, vias de acesso à Avenida da Liberdade, cujos pavimentos se encontram em extremo estrado de degradação, constituindo um perigo de segurança pública. A insensatez vai ao ponto de não se aproveitarem as obras de instalação de ciclovias para se repavimentar as vias destinadas aos veículos automóveis, daí resultando um claro contraste entre ciclovias "novinhas em folha" ao lado de faixas para os automóveis em adiantado estado de degradação.

Não se contesta a bondade do fomento da circulação em velocípedes sem motor, por razões ambientais. Mas o executivo municipal tem de ser sensível ao facto de que grande parte dos utentes das vias públicas são aqueles que se fazem transportar em autocarros, táxis e veículos automóveis privados.

A politica de vias públicas não pode alhear-se da vida real dos habitantes de Lisboa e de todos os que nela e para ela se deslocam, não pode nem deve sobrepor-se à vontade dos munícipes e "utentes" da cidade, impondo «à outrance» uma idealização da cidade, ou seja, uma política de «wishful thinking».

É, pois, imperioso que a politica actual de instalação de ciclovias em Lisboa seja suspensa e que toda a politica de vias públicas para a cidade seja repensada, auscultando a vontade dos seus utentes pelas formas previstas na lei.


Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Popular que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
5 Assinantes

O seu apoio a esta causa é muito importante. Esta causa pode ser a causa de todos. Assine a Petição.