Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é fundamental.

Calamidade pública em Portugal!

Para: Governo de Portugal, Público em Geral

Exmos. Srs. Presidente da República, Primeiro-Ministro, Deputados da Assembleia da República, Povo Português,

O Governo português continua sem declarar o estado de calamidade pública no país pedido pelo presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, na sequência do terrível incêndio que provocou a morte de 64 pessoas e mais de 200 feridos naquela região, no passado dia 17 de junho.

Numa altura em que outros grandes fogos deflagraram, sobretudo na zona centro, pondo em perigo habitações e pessoas em várias localidades, o primeiro-ministro António Costa está a ponderar a situação, mas chegou a hora de decidir porque a burocracia não pode impedir que as populações sejam ajudadas a reconstruir as suas vidas.

“Não podemos brincar. As câmaras ficam sempre de rabo preso às leis nacionais. Até para comprar uma porcaria de um computador ou de uma secretária é preciso ultrapassar burocracias”, disse esta semana o autarca de Pedrógão. Valdemar Alves tem toda a razão. O país não está em condições de perder mais tempo porque os incêndios não dão tréguas.

Quantas mais chamas serão precisas para António Costa declarar o estado de calamidade pública? Se o primeiro-ministro não toma medidas, terão de ser o Presidente da República e a Assembleia da República a apressá-lo.

Assine esta petição e contribua para a luta que o povo português está a travar contra os incêndios.


Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Popular que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
16 Assinantes

O seu apoio a esta causa é muito importante. Esta causa pode ser a causa de todos. Assine a Petição.